Notícias

Coluna Sescap-Ldr no Jornal Folha de Londrina: Transformações tecnológicas e profissionais devem caminhar juntas em 2018
09 de janeiro de 2018
Coluna Sescap-Ldr no Jornal Folha de Londrina: Transformações tecnológicas e profissionais devem caminhar juntas em 2018

O que esperar do ano que se inicia? Essa é uma pergunta comum para muitas pessoas, já que o que se tem em mente é que a cada ciclo em torno do sol, tudo se renova. Partindo dessa premissa sob a ótica da vida profissional, o empreendedor contábil e palestrante Anderson Hernandes destaca a importância da mudança e da atualização. Ele acredita que "2018 vai ser um ano bastante desafiador, porque estamos passando por um processo de mudança na tecnologia, dentre outras coisas". 
Segundo o profissional, "novas tecnologias estão sendo aplicadas no mercado contábil como a inteligência artificial e outros aspectos relativos à mudança tecnológica. Isso é desafiador para alguns, porque algumas funções dentro da atividade contábil estão sendo substituídas por processos tecnológicos e, consequentemente, exige-se profissionais mais preparados para atividades mais consultivas e que envolvam o atendimento aos clientes". 
O aspecto robótico que a tecnologia insere à profissão não é a única mudança. Hernandes destaca outra que, para ele, é mais importante. A transformação humana. "Se espera muito que essa mudança aconteça por parte de entidades, mas a verdade é que a mudança ocorre de dentro para fora". O empreendedor contábil complementa que a transformação por essa via conduz a uma valorização do profissional. "Ele precisa entender que é preciso mudar de postura e aprender como mostrar o valor dele no mercado, porque não é só falar que ele tem valor, precisa saber como mostrar esse valor para o mercado", destaca. 

Avanço 
Se por um lado Hernandes ressalta questões como auto conhecimento e valor, por outro, ele frisa a importância da categoria para a fluidez do mercado. "Hoje o profissional contábil faz o elo das empresas tanto com os governos como também com a questão que envolve toda parte de informação que as empresas precisam." 
De acordo com o palestrante, há um avanço no reconhecimento da profissão. Todavia, o movimento em direção a esta valorização ainda é tímida "perto do que precisa ser feito. Então parte desse avanço se dá pelo fato dos que foram prejudicados por erros profissionais e aí perceberam que um profissional mais preparado faz a diferença, o que não deve ser o principal motivo para este reconhecimento", explica. "Houve um avanço, mas eu diria que em 2018 ainda há um longo caminho a ser percorrido que não vai finalizar esse ano. Isso vai se perdurar para os próximos anos. Mas existe todo um processo de mudança", comemora. 

Capacitação 
Hernandez ressalta a importância dos cursos de capacitação oferecidos por entidades como o Sescap-Ldr, por exemplo, em 2017 e reforça que todo este conteúdo "foi, na verdade, apenas o início para o que o profissional precisa. Ele precisa ir muito mais além do que fez ano passado. Em 2018, ele precisa continuar envolvido no processo de obtenção de conhecimento para encontrar o seu valor, além de estar envolvido com os eventos promovidos para a classe contábil, que são fundamentais para esse processo de preparação". 
Fora isso, há hoje, conforme ressalta o empreendedor contábil, uma intensificação muito maior nas questões relativas à gestão, ou seja, "não são aspectos mais técnicos, porque durante muito tempo o profissional esteve envolvido em aspectos técnicos e hoje esse conhecimento técnico está muito mais na mão do profissional. Agora, quando fala sobre gestão, uso da tecnologia, esse processo evolutivo dentro de uma empresa, nesse ponto, o profissional precisa continuar esse processo de aprendizagem", finaliza. 

O presidente do Sescap-Ldr, Jaime Cardozo, destaca que cada vez mais termos como Inteligência artificial e contabilidade colaborativa estão presente no dia a dia. "Esses termos levam urgente a necessidade de aprimoramento, bem como utilizar ferramentas que permitam executar o trabalho de forma mais rápida e com precisão. Pensando nisto, o Sescap-Ldr lançará dois grupos de estudos: Grupo de desenvolvimento de escritórios (Gedec), que estudará ferramentas tecnológicas de apoio ao profissional de contabilidade, e o Programa de qualidade nas empresas contábeis (PQEC)". 

 

Fonte: Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações, Pesquisas e de Serviços Contábeis de Londrina e Região (Sescap-Ldr).