Notícias

Coluna SESCAP-LDR na Folha de Londrina: "Contabilidade on-line x digital: os conceitos são bem diferentes"
06 de setembro de 2019
Coluna SESCAP-LDR na Folha de Londrina: "Contabilidade on-line x digital: os conceitos são bem diferentes"

A transformação digital impulsionou uma remodelação das profissões.  Novas ferramentas, conceitos e processos ditam a dinâmica de mercado.  Ao mesmo tempo geram distorções e confusões.  Na contabilidade não é diferente, com a disseminação da contabilidade on-line e digital.

Entretanto é importante saber distinguir.  “Estamos falando de modelo de negócio, de uma arquitetura organizacional. Contabilidade on-line, contabilidade digital e contabilidade tradicional são termos relacionados com o modelo de negócios na prestação de serviços”, explica o Conselheiro de empresas de tecnologia no Brasil e Portugal, Roberto Dias Duarte.

Enquanto a contabilidade on-line se restringe à escrituração e a demonstração, o modelo de contabilidade digital se propõe a utilizar a tecnologia da informação para automatizar, tanto quanto possível, a escrituração e a demonstração, liberando tempo para que o profissional exerça a sua função científica.

De forma superficial, a contabilidade on-line faz apenas o processo fiscal de cálculo de tributos, na sua maioria são restritas apenas as empresas do Simples Nacional. Além disso, ela exige atenção redobrada e um trabalho maior do empresário, que precisa dedicar o seu tempo para fazer lançamentos ou disponibilizar um colaborador para lançar os dados. Ao contrário da contabilidade fornecida por escritórios contábeis tradicionais que utilizam a contabilidade digital para melhorar e proporcionar todo suporte ao cliente.

Duarte ressalta que a proposta da contabilidade online não tem relação com a entrega de demonstrativos e fornecimentos de informações. “Por ser uma proposta de valor menor, ela obviamente cobra um valor menor por esse processamento. Enquanto a contabilidade digital oferece uma proposta bem diferente. Ao invés do cliente usar um formulário de entrada de dados para fazer essa coleta de informações, a contabilidade digital usa um sistema de gestão em nuvem, desta forma o contador consegue coletar informações em tempo real, informações financeiras, contábeis e muitas vezes até informações trabalhistas para entregar para o cliente, e não só o processamento de dados fiscais, trabalhistas, tributários e contábeis, como também entrega informações que vão auxiliar o cliente na tomada de decisão”.

O especialista ainda destaca que os escritórios de contabilidade no Brasil são muito mais evoluídos que o resto do mundo. Aqui já superou a fase do Business Process Outsourcing (BPO), que a terceirização de processos de negócio. Hoje o BPO tem uma forte base tecnológica que permite a entrega de serviços financeiros e contábeis para seus clientes, gerando valor e informações.  A grande mudança no setor empresarial contábil é primeira de mindset (modelo mental) e de negócio. Afinal, estamos no século 21, em plena era da transformação digital, informatização, robotização, inteligência artificial; falar em contabilidade ou processamento de dados, ou BPO, usando papel é algo bastante obsoleto e improdutivo.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Jornal Folha de Londrina/Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações, Pesquisas e de Serviços Contábeis de Londrina e Região (SESCAP-LDR)